Na manhã desta quarta-feira (20), na Faculdade de Direito da USP, localizada no centro de São Paulo, aconteceu o lançamento da Comissão Arns. Os principais propósitos da comissão será evitar o retrocesso aos direitos humanos.
A cerimônia de lançamento contou com a presença do reitor José Vicente e os 19 intelectuais que compõem a comissão, mais de mil pessoas estiveram presentes para apoiar o grupo.

O nome da comissão é em homenagem ao ex-cardeal arcebispo de São Paulo Dom Paulo Evaristo Arns, que morreu em 2016 aos 96 anos. Durante toda a vida, Arns trabalhou pela defesa dos oprimidos e virou símbolo da luta contra a tortura na época do regime militar.

A faculdade foi ungida para se tornar sede da Comissão Arns, a onde acontecerá as principais reuniões e discussões.

 

A luta continua e nós seguimos firme na esperança de um Brasil melhor, com oportunidades igualitárias para todos.