A editora Ática publicará uma nova edição de “Quarto de despejo: Diário de uma favelada”, uma das principais obras de Carolina Maria de Jesus, que dá nome à Biblioteca da Universidade Zumbi

Com prefácio de Cidinha da Silva, o livro traz novo projeto gráfico e capa assinada pelo artista paulistano No Martins.

A Ática vai publicar uma nova edição de Quarto de despejo: Diário de uma favelada, uma das principais obras da mineira Carolina Maria de Jesus (1914- 1977). Com prefácio da também mineira Cidinha da Silva, autora de Um exu em Nova York, ganhador do Prêmio Biblioteca Nacional de 2019, o livro traz novo projeto gráfico e capa assinada pelo artista paulistano No Martins.

A editora também lança o roteiro escrito pela dramaturga gaúcha Edy Lima para a montagem da peça homônima, dirigida por Amir Haddad em 1961, com Ruth de Souza no papel principal.

Nascida em Sacramento, Minas Gerais, em 1914, Carolina Maria de Jesus viveu a maior parte da vida em São Paulo (na favela do Canindé, em Santana e em Parelheiros) e exerceu diversos trabalhos informais. Em cadernos que encontrava no lixo, reaproveitando ou adquirindo com grande dificuldade, deixou uma extensa produção literária. Alcançou o sucesso justamente com Quarto de despejo: Diário de uma favelada, organizado pelo jornalista Audálio Dantas, mas muitos de seus escritos permanecem inéditos ou fora de circulação há décadas.

No ano passado, a Companhia das Letras anunciou a publicação da obra da autora (com exceção de Quarto de despejo e Diário de Bitita). O projeto inclui diversos títulos, como escritos memorialísticos, romances, poesia, música, teatro e narrativas curtas, entre outros. A editora recupera textos de Carolina a partir dos cadernos originais, espalhados por diversos acervos pelo Brasil.