O evento lembrou e homenageou nomes nacionais e internacionais que, de diferentes formas, contribuem para a promoção da igualdade racial na sociedade

Realizado pela Universidade Zumbi dos Palmares e pela ONG Afrobras, a 18º edição do Troféu Raça Negra aconteceu, virtualmente, na noite da última quinta-feira (19). Transmitido ao vivo, pela plataforma digital da Virada da Consciência, e com cerimônia restrita a poucos convidados respeitando todos os protocolos de segurança, as 11 personalidades condecoradas da edição marcaram presença virtual ou presencialmente na cerimônia.

Maria Gal e Thaíde

Pela segunda vez, a atriz e produtora de conteúdo, Maria Gal, e o apresentador e rapper, Thaíde, subiram ao palco como mestres de cerimônia. Após as boas-vindas aos convidados e internautas que acompanhavam a transmissão, pela plataforma virtual da Virada, o reitor da Universidade Zumbi dos Palmares, José Vicente, subiu ao palco para a fala de abertura oficial.

“Essa é uma noite da alegria. Da constatação do que foi um ano difícil para todos nós, mas também do que tem sido os anos difíceis para o nosso tema, para a nossa história, paro o nosso pertencimento e, também, das nossas conquistas. Mas, ainda assim, é preciso celebrar, comemorar, homenagear àqueles que, mesmo nas dificuldades desse ano atípico, não nos deixaram só, nem por um minuto, e àqueles que com sua história de vida continuam sendo, principalmente nesse momento, o farol que nos ilumina, que nos empurra e que nos motiva a continuar a luta e seguir em frente!”, destacou o reitor.

Viviane Ferreira, Celso Athayde e Hiran Athayde de Oliveira, representando o pai, Luiz Melodia – homenageado da edição, fizeram questão de receber a estatueta do Troféu Raça Negra em mãos. Confira, abaixo, trechos dos discursos realizados por eles no palco. Também receberam a condecoração: Benedita da Silva; Emicida; George Floyd; Jaqueline Goes de Jesus; Luana Génot; Luís Roberto Barroso; Luíza Helena Trajano; e Paulo César de Oliveira.